26,99 €
inkl. MwSt.
Versandfertig in 6-10 Tagen
13 °P sammeln
  • Broschiertes Buch

A infecção por hepatite é uma das principais causas de doença hepática crônica que infecta mais de 170 milhões de pessoas em todo o mundo, freqüentemente levando a cirrose, insuficiência hepática e carcinoma hepatocelular. Sistema modelo experimental induzido por D-galactosamina em ratos, reconhecido como muito parecido com a hepatite viral em humanos, tanto do ponto de vista morfológico quanto funcional. Os antioxidantes derivados de alimentos têm um grande potencial para uso a longo prazo como agentes quimiopreventivos em estados de doença que envolvem estresse oxidativo, como hepatite e…mehr

Produktbeschreibung
A infecção por hepatite é uma das principais causas de doença hepática crônica que infecta mais de 170 milhões de pessoas em todo o mundo, freqüentemente levando a cirrose, insuficiência hepática e carcinoma hepatocelular. Sistema modelo experimental induzido por D-galactosamina em ratos, reconhecido como muito parecido com a hepatite viral em humanos, tanto do ponto de vista morfológico quanto funcional. Os antioxidantes derivados de alimentos têm um grande potencial para uso a longo prazo como agentes quimiopreventivos em estados de doença que envolvem estresse oxidativo, como hepatite e doenças hepáticas alcoólicas, porque são seguros. O chá e o cacau são fontes alimentares ricas em compostos fenólicos e apresentam diversas atividades biológicas, como a capacidade de eliminar os radicais superóxidos e hidroxila, reduzir os radicais peroxila lipídico e inibir a peroxidação lipídica. Este estudo teve como objetivo investigar o efeito protetor de alguns compostos polifenólicos, fortemente presentes no chá verde, chá preto e cacau, contra lesões hepáticas e conhecer o potente efeito de cada um na proteção do fígado.
Autorenporträt
Jihan Seid Hussein , Professor de Bioquímica Médica, Centro Nacional de Investigação, Giza, Egipto. Membro de várias sociedades científicas internacionais, recebeu um prémio de incentivo científico em Biotecnologia do Centro Nacional de Investigação em 2011. Recebeu um Prémio de Excelência Científica para os anos 2009-2016 ,Mais de 100 trabalhos internacionais.