37,99 €
versandkostenfrei*
inkl. MwSt.
Versandfertig in 6-10 Tagen
19 °P sammeln
  • Broschiertes Buch

O girassol caracteriza-se como espécie adaptável às condições edafoclimáticas brasileiras podendo ser cultivado de Norte a Sul do País. A baixa produtividade do girassol na Região Nordeste pode estar relacionada dentre vários fatores, a disponibilidade de água e fertilidade do solo. Dentre os macro e micro nutrientes essenciais ao desenvolvimento do girassol o nitrogênio e o boro são os que mais limitam o desenvolvimento da planta. O girassol apresenta redução significativa de crescimento e produção quando cultivada em regiões com má distribuição pluviométrica adequada ou sem o uso de…mehr

Produktbeschreibung
O girassol caracteriza-se como espécie adaptável às condições edafoclimáticas brasileiras podendo ser cultivado de Norte a Sul do País. A baixa produtividade do girassol na Região Nordeste pode estar relacionada dentre vários fatores, a disponibilidade de água e fertilidade do solo. Dentre os macro e micro nutrientes essenciais ao desenvolvimento do girassol o nitrogênio e o boro são os que mais limitam o desenvolvimento da planta. O girassol apresenta redução significativa de crescimento e produção quando cultivada em regiões com má distribuição pluviométrica adequada ou sem o uso de irrigação. Por isso, este trabalho objetivou avaliar o desempenho dos cultivares de girassol, Helio 250 e Helio 251, em função de adubação com nitrogênio e boro em condições de campo irrigado e na casa de vegetação. Em geral, a interação de adubações superiores a 90 kg de N ha-1 com 1 kg de B ha-1, proporcionou os maiores ganhos de crescimento e produção para a cultura do girassol. No entanto, os estádios fenológicos do desenvolvimento reprodutivo do girassol não foram afetados pelo N ou B. Os cv. H251 e H250 são mais indicados para a produção de forragem e para a produção de óleo, respectivamente.
Autorenporträt
Flávio S Costa es licenciado en Ciencias Agrarias (UEPB), Máster en Ciencias Agrarias (UFRB) y Doctor en Ingeniería Agrícola (UFCG). Desarrolla investigaciones en las áreas de agricultura de regadío y fertilidad del suelo bajo la perspectiva de la Agroecología.